OSB - Oriented Strand Board

A sigla OSB vem do inglês e corresponde a Oriented Strand Board, que significa Painel de Tiras de Madeira Orientadas. Trata-se de um produto de grande resistência mecânica, versatilidade e qualidade absolutamente uniforme, que pelas suas características é tratado como um painel estrutural.O LP OSB é um painel estrutural de tiras de madeira 100% proveniente de florestas reflorestadas, orientadas em três camadas perpendiculares, unidas com resinas resistentes a intempéries e prensadas sob alta temperatura, o que aumenta a sua resistência mecânica, rigidez e estabilidade. Através deste processo de engenharia altamente automatizado, os painéis são permanentemente controlados e testados de acordo com rigorosos padrões de qualidade.
A diferença em relação a qualquer outro tipo de painel de madeira que conhece é que o OSB é um produto especificamente desenvolvido para atender requisitos como:

  1. Versatilidade de usos com qualidade;
  2. Preocupação ambiental, é ecologicamente correcto pois utiliza somente madeira de reflorestamento; e,
  3. Confiança, é produzido sob rigorosos processos industriais.




História do OSBNo mercado mundial desde a década de 70, o Oriented Strand Board (OSB), nasceu nos Estados Unidos como uma segunda geração do waferboard, produto desenvolvido em 1954 pelo Dr. James Clarke.Enquanto no waferboard (imagem da direita na ilustração abaixo) as tiras eram menores e aplicadas em todas as direcções, o OSB utiliza tiras maiores e orientadas.

A partir da sua introdução no mercado americano, o painel estrutural OSB foi rapidamente aceite, substituindo os demais painéis no segmento de construção civil. Os países que mais utilizam estes painéis são os Estados Unidos e o Canadá, com destaque para o uso na construção civil, devido às suas características físicas e mecânicas que possibilitam seu emprego para fins estruturais.Nestes países, a partir da década de 90, o OSB passou a competir em larga escala com as placas de contraplacados. Actualmente, todos os códigos de edificações americanos e canadenses reconhecem a qualidade do material para os mesmos usos que a madeira de contraplacado. No Brasil, somente em 2002 o OSB começou a ser produzido e comercializado em grande escala.


Evolução do OSB
Do wafeboard ao OSB, a evolução do produto ocorreu com a substituição das tiras menores e aplicadas em todas as direcções para a aplicação de tiras maiores e orientadas. Com características estéticas bastante similares, o OSB e o wafeboard diferenciam-se, portanto, no processo produtivo.O OSB foi concebido originalmente para atender ao segmento de construção framing, desenvolvido no final dos anos 70 nos Estados Unidos, funcionando muito bem no travamento das estruturas de aço ou de madeira (steel frame e wood frame). Evoluiu para outros mercados como os de embalagens, móveis e decoração, onde a cultura do fast-construction ainda não é muito forte.O grande BOOM no mercado mundial aconteceu apenas na década de 90, embora não tenha havido nenhuma grande revolução na aparência ou nas tecnologias empregues para o seu fabrico. Isto ocorreu devido ao desenvolvimento constante do mercado pelas empresas fabricantes e a maior aceitação do produto pelos usuários devido às qualidades finais da construção.Afinado com as expectativas do mercado - óptima qualidade e resistência estrutural somado a um excelente custo-benefício -, o sector da construção civil observou o potencial do produto. Em virtude do preço, devido ao processo produtivo, foi nessa década que muitas fábricas que produziam o contraplacado começaram a fabricar OSB.O aumento de procura pelo produto resultou na instalação das primeiras plantas industriais fora do eixo do Canadá e Estados Unidos, entre os anos de 1996 e 1997. Europa, Ásia e Chile começaram a produzir o produto.


Este avanço se deve principalmente a 4 factores:


  • Melhor aproveitamento dos toros de madeira (OSB utiliza 96% contra 56% do contraplacado), optimizando o custo e proporcionando um produto ecologicamente mais eficiente;

  • Possibilita a utilização de toros mais finos (6 anos para o OSB contra 14 anos para o contraplacado) e de menor valor comercial;

  • Produtividade maior devido ao processo de fabrico totalmente automatizado e de grande escala (Uma fábrica de OSB utiliza em média 24 pessoas em 3 turnos para operar uma linha de produção de 350.000 m³/ano. Uma fábrica de contraplacado necessita de mais de 200 pessoas para produzir em torno 80.000 m³/ano);

  • As características do produto, tecnicamente similar ao contraplacado mas com custo menor, que permitem uma ampla variedade de usos e aplicações.


Vantagens da sua utilização


  • · Alta resistência físico-mecânica;

  • · Resistente às intempéries;

  • · Maior resistência ao empeno (boa apresentação visual);

  • · Qualidade consistente e uniforme;

  • · Sem problemas de delaminação;

  • · Sem vazios internos e nós soltos:

  • · Estabilidade de oferta pelo ano todo;

  • · Processo de produção 100% automatizado;

  • · Espessura calibrada;

  • · Versatilidade de usos;

  • · Preço competitivo;

  • · Ecologicamente mais eficiente;

  • · Assistência técnica.