Identificação da madeira

As madeiras são identificadas pela sua nomenclatura comercial e designação botânica que pode ser completada em laboratório por microscopia comparando lâminas da madeira em questão, que são tratadas (secas e coloridas) e comparadas com lâminas padrão ou com um atlas de microfotografias.
As principais madeiras de utilização corrente, provenientes ou não de Portugal, e a
sua principal aplicação encontram-se referidas nos dois primeiros Quadros para as espécies folhosas e o Quadro seguinte para as resinosas.


Quadro - Madeiras de folhosas mais usadas e sua principal aplicação.


Quadro - Madeiras de resinosas mais usadas e sua principal aplicação.


NOTA1: Para informação mais detalhada consultar a especificação do LNEC E31, "TERMINOLOGIA DE MADEIRAS" ; a norma portuguesa NP890, "MADEIRAS DE RESINOSAS. Nomenclatura comercial"; "MADEIRAS DE FOLHOSAS E RESINOSAS.
Nomenclatura comercial" - José Saporiti Machado, LNEC, Lisboa, 1996 e Fichas LNEC
Madeiras para construção M3, M4, M5, M6, M7 e M8.


NOTA2: Carpintaria de limpos - Carpintaria que produz peças para se utilizarem como
guarnecimentos, portas e janelas.


NOTA3: Lamelados - estruturas internas de móveis e de portas planas.


NOTA4: Pré-fabrico- elementos construtivos leves que não sejam destinados a suportar
esforços mecânicos elevados ou submetidos a desgaste, tais como madeiramentos interiores
tábuas de forro, divisórias ligeiras, etc..